Hiperplasia Sebácea – Saiba mais sobre essa doença de pele

A Hiperplasia sebácea ocorre quando existe um aumento das glândulas sebáceas. Estas glândulas estão presentes na pele e no corpo, menos nas palmas das mãos e plantas dos pés.

Normalmente ela aparece em adultos de pele clara e nas pessoas que possuem pele oleosa. Existem alguns casos onde as lesões são isoladas, porém, pode ocorrer em grande número.

Esta doença de pele é uma alteração benigna, no entanto, pode caracterizar um problema cosmético.

 

 

 

 

Hiperplasia Sebácea: Sintomas

foto hiperplasia sebacea

Normalmente existe o aparecimento de bolas amareladas, com 2-5 mm de diâmetro. Elas são macias e superficiais, além de ter coloração amarelada, rosada ou cor da pele.

 

 

É comum aparecer no rosto, testa nariz e bochechas, porém, pode surgir no tórax e o pescoço.

 

Acometem a pele da face sendo mais frequente nos pacientes idosos e homens, porém, os jovens também podem apresentar.

A Hiperplasia sebácea pode aparecer isoladamente e pode ser confundida com carcinoma basocelular, portanto, caso existe dúvida é fundamental marcar uma consulta com o seu dermatologista. O diagnóstico é realizado através do exame clínico.

 

 

 

 

Hiperplasia Sebácea: Como se apresentam

Estes nódulos, ou “bolinhas”, geralmente tem de 2 a 5 milímetros de diâmetro, e com cor amarela ou castanha, além de ter uma depressão no centro.

Ela pode aparecer nas pessoas de ambos os sexos, na idade adulta. Entretanto, pode surgir em qualquer raça e fica localizada no rosto, nariz, queixo ou bochechas.

Essas glândulas podem ter um aumento de tamanho ou dilatação o que constitui a hiperplasia da glândula sebácea. Existem casos na qual elas ficam visíveis e tornam-se incomodas do ponto de vista estético.

 

 

 

 

Hiperplasia Sebácea: Tratamento

foto hiperplasia sebacea

Ela é comum na idade madura e o tratamento é feito por razões de ordem estéticas. Neste caso é possível empregar eletrocoagulação superficial e, também, ácido tricloroacético a 70%, exigindo-se múltiplas aplicações.

Além disso, pode ser empregado o nitrogênio líquido, assim como, a isotretinoína em baixas doses, mas ocorrem recidivas quando tem a interrupção da medicação.

Já o laser CO2 Fracionado nos traz benefício no tratamento com uma sessão se elimina a doença.

O tratamento é feito com finalidades estéticas, e essas lesões são totalmente benignas. Entre os meios são eles:

 

 


Eletrocoagulação

Ele é feito para queimar as lesões e destruir as glândulas aumentadas de tamanho.

 

Isotretinoína

Este tratamento pode reduzir o número das lesões, no entanto, se ocorre à descontinuação do tratamento, pode tornar recidiva.

 

Laser de CO2 e Laser Erbium

Estes tratamentos também queimam a lesão e elimina, além disso, são precisos por não atingir a pele.

 

Outros

Os processos como excisão, crioterapia, cauterização química e shaving também pode funcionar, mais pode causar um risco maior de manchas e cicatrizes residuais.

 

 

 


Hiperplasia Sebácea: Prevenção

Para prevenir a hiperplasia sebácea a terapia fotodinâmica possui capacidade de reduzir a secreção de glândulas sebáceas e minimizar a progressão da doença. Já a isotretinoína oral também pode ter efeitos positivos na prevenção contra novas lesões.

Em todo caso se você possui qualquer outra dúvida, recomendado é consultar um dermatologista.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.