A importância da Vitamina D

A vitamina D é um hormônio essencial para o corpo humano pois é responsável por várias funções e sua deficiência pode acarretar várias doenças. O dado preocupante é que vem aumentando o número de pessoas que apresentam deficiência em vitamina D.

Uma das razões pelas quais talvez isso ocorra seja porque a forma mais eficiente de produção da vitamina D seja por meio da exposição solar, quando os raios ultravioletas B (UVB) ativam a sua produção. Temendo contrair alguma doença na pele, a população diminuiu sua exposição ao sol, somado ao fato de que o protetor solar inibe quase que totalmente a absorção de UVB.

Mas a carência de vitamina D pode acarretar o desenvolvimento de várias doenças no organismo humano, tais como osteoporose nos mais idosos, raquitismo nas crianças, desenvolvimento de doenças autoimunes, diabetes, problemas cardiovasculares, dentre outras.

Existem receptores da vitamina D em todo corpo humano de modo que ela pode agir em todo organismo. Ela atua no metabolismo, no sistema cardiovascular, controla os músculos e a pressão arterial. Podemos obter a vitamina D através da alimentação e da suplementação alimentar, mas a forma mais eficiente para a sua absorção é através da radiação solar.

A vitamina D proveniente dos animais é insuficiente para suprir as necessidades do organismo, uma vez que uma porção de 100g de salmão por dia não atinge nem 10 % das necessidades diárias. O suplemento alimentar é eficiente, mas necessita de uma orientação médica rigorosa, pois sua super dosagem também é muito prejudicial ao organismo, podendo sobrecarregar os rins, afetar o coração e os pulmões.

Com a exposição solar garantimos a absorção de 80% a 90% da quantidade necessária de vitamina D por dia. É necessário expor-se ao sol das 10 hs às 16 hs durante 15 a 20 minutos por dia. Para se precaver dos riscos dos raios ultravioletas, passe somente bronzeador no rosto, mas deixe braços e pernas expostas, pois quanto maior a área de exposição solar maior é a absorção e síntese da vitamina D.

A vitamina D e a prevenção das doenças

A vitamina D é responsável pela absorção do cálcio pelos ossos. Ela tem papel primordial no fortalecimento do aparelho esquelético. Quando não há uma absorção correta do cálcio pode surgir doenças como raquitismo nas crianças e osteoporose nos mais idosos. Por isso, quando há necessidade de reposição do cálcio é feita juntamente com a suplementação da vitamina D.  

Doenças autoimunes podem ser tratadas juntamente com reposição da vitamina D, pois ela é um imunoregulador, ou seja, controla o sistema imunológico quando este tende a destruir células do próprio corpo. Esclerose múltipla e artrite reumatoide podem ser tratadas com a reposição da vitamina D. Grávidas que tendem a abortar nos primeiros meses de gestação podem fazer uso da vitamina D para melhor absorção do feto no útero, pois o sistema imunológico da mãe pode estar contribuindo para sua rejeição.

A vitamina D além de ser essencial para os ossos é também para o sistema cardiovascular. Ela controla o batimento cardíaco, relaxa os vasos sanguíneos e participa na produção do hormônio que controla a pressão arterial, a renina. Quando há deficiência de vitamina D pode ocorrer a retenção de cálcio nas artérias contribuindo para problemas cardiovasculares, como infarto e derrame.

A gravidez é um período no qual a vitamina D tem papel importante, pois a falta de vitamina D durante a gravidez pode contribuir para um quadro de hipertensão, pois como mencionado acima, a vitamina D é responsável pela produção de renina, hormônio que controla a pressão arterial. A deficiência de vitamina D pode levar a criança a ser autista, pois ela age também no desenvolvimento do cérebro.

A vitamina D também pode prevenir o diabetes. Essa doença pode se desenvolver pela deficiência em renina, hormônio no qual a vitamina D atua na sua produção. Como mencionado acima, a vitamina D é um imunoregulador e pode regular a diabetes tipo 1 pois é uma doença do sistema imunológico.

A vitamina D pode ainda contribuir para a prevenção de certos tipos de câncer, como os de próstata, mama e melanoma, isso porque a vitamina D age com que as células não percam sua identidade, não transformando-se em células cancerosas.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.