Acne na mulher adulta

 

A acne na mulher adulta é um fenômeno muito comum. A busca para a solução desse problema nos consultórios médicos vem se tornando cada vez mais frequente. Elas ocorrem principalmente nas mulheres entre 20 a 40 anos de idade. As acnes se manifestam mais durante o período pré-mestrual.  Aparecem principalmente na região da mandíbula, queixo e pescoço, causando muito desconforto, pois as lesões são mais profundas, doloridas de coloração avermelhada. Algumas ainda formam pústulas, saliências na pele com pus.

 
 

Causas da acne na mulher adulta

Os motivos pelos quais ocorre o aparecimento das acnes nas mulheres adultas são decorrentes de vários fatores. Durante a fase adulta a mulher produz uma maior quantidade de hormônios masculinos (andrógenos) causando o aparecimento das acnes. Outros fatores também podem contribuir para este quadro, como alterações hormonais devido à síndrome dos ovários policísticos ou alteração das glândulas supra-renais.

Os hormônios androgênios (masculinos) são responsáveis pela maior produção de seborréia, pelos faciais e queda de cabelo. Assim, devido a maior produção sebácea, as células mortas da pele juntamente com o sebo podem obstruir os poros, causando os comedões (cravos), sgeralmente de coloração branca. Esse sebo acumulado pode causar inflamações, desencadeando a produção de pus, formando assim as espinhas.

Outros fatores também podem ocasionar o aparecimento de acnes na mulher adulta e estão muito associados ao estilo de vida contemporâneo da mulher moderna. Exposição a muitas situações de stress podem aumentar o nível de cortisol que por sua vez aumentam a atividade das glândulas sebáceas. O uso de maquiagem também pode agravar o problema. Recomenda-se o uso de produtos oil-free para diminuir o nível de oleosidade da pele. O consumo de alimentos de origem animal e os latícinios também aumentam a produção de acnes devido aos hormônios utilizados na criação animal.

 
 

Tratamento de acne

 

Quando o aparecimento da acne ocorre por conta dessa maior produção hormonal masculina, o tratamento pode ser o uso de contraceptivos orais que contenham componentes contra o hormônio masculino (anti-andrógeno). A Espironolactona e o Acetato de Ciproterona são substancias anti-andrógenas que também impedem a ação dos hormônios masculinos.

Quando surgem as acnes moderadas o uso de antibiótico pode ser muito eficaz. Antibióticos como o peróxido de benzoíla  foram um dos primeiros tratamentos utilizados para solucionar a acne. Com grande poder bactericida, o peróxido de benzoíla diminui o tamanho das lesões tendo efeito antiinflamatório, aumentando a oxigenação da pele e impedindo a proliferação da bactéria P. Acnes.

Se os resultados do uso de antibióticos também não foram satisfatórios, o uso de medicamentos à base de retinóides como a tretinoina e isotretinoína podem ser muito eficazes, pois ajudam a descamar as células superficiais da pele.

 
 

A isotretinoína

 

A isotretinoína é utilizada desde 1979. Ela age diretamente nos fatores desencadeadores do aparecimento da acne, atuando na diminuição do tamanho das glândulas sebáceas e na produção de sebo bem como na redução do quadro infeccioso. Os resultados apontam uma cura de 90% nos casos de acne. O tratamento dura cerca de cinco a dez meses e a orientação do dermatologista é essencial para a prescrição medicamentosa.

O principal alerta no uso da isotretinoína é com relação às mulheres, pois podem causar má formação fetal em caso de gravidez. As mulheres não podem engravidar até um mês após o término do tratamento, pois o medicamento  ainda permanece no corpo mulher. Após o período de um mês, a gravidez pode ocorrer tranquilamente. Nos homens não ocorre nenhuma alteração nas funções reprodutivas masculinas.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.