Como fazer o tratamento de acne

Como fazer o tratamento de acne

Quem nunca teve cravos ou espinhas que levante a mão. Esta condição afeta grande parte da população, especialmente na adolescência. Abaixo você conhecerá dados sobre este problema de pele, incluindo formas de tratamento de acne.

Obstrução dos poros

obstrucao dos poros acne

Todos os seres humanos possuem poros na pele. Eles são imprescindíveis para que ela possa respirar, além de eliminar impurezas, como o suor.

Quando estes poros ficam obstruídos por sebo ou células mortas, pode haver inflamação. Este é o significado de acne, ou seja, esta obstrução dos poros, gerando inflamações de pele. Normalmente a acne atinge rosto, pescoço, costas, peito e ombros.

Dependendo da gravidade das inflamações, esta condição pode afetar o estado psicológico do indivíduo. A acne, em alguns casos, pode até deixar cicatrizes.

A boa notícia para estas pessoas é que o tratamento de acne, quanto mais cedo for iniciado, é bastante eficaz e inibe o aparecimento das temidas marcas.

Tipos de acne

tipos de acne

Você sabia que existem tipos de acne? E são vários! Confira abaixo a classificação deste problema.

– Acne do recém-nascido: cerca de 20% dos bebês nascem com acne leve. Esta situação se deve a dois fatores, podendo ser transmitida pela mãe através da placenta; ou pelo estresse do parto, quando há liberação de hormônios pelos bebês. Em ambos os casos a acne desaparece em poucos dias, espontaneamente.

– Acne infantil: com o passar dos meses, bebês também podem desenvolver acne, especialmente na faixa de três a dezesseis meses. As causas são hormonais e as inflamações tendem a desaparecer também espontaneamente, sem deixar marcas, até os dois anos de idade.

– Acne vulgar: esta é aquela que normalmente acomete adolescentes e adultos jovens. Se não houver tratamento de acne, podem ficar cicatrizes, com menos frequência.

– Acne cística ou conglobata: pelo contrário, este tipo é o mais difícil de tratar e normalmente deixa marcas na pele. É uma forma mais rara e também mais grave, que atinge homens jovens. As inflamações costumam se encontrar nas coxas, rosto, peito, costas e braços.

– Acne fulminante: mais grave que a acne cística, este tipo ocorre em adolescentes do sexo masculino e atinge peito e costas com uma velocidade muito grande. Além de ficarem com cicatrizes graves, estes meninos podem apresentar febre e dores nos músculos e ossos.

Quais são as causas da acne?

causas da acne

Acima nós definimos a acne como uma inflamação causada pela obstrução dos poros da pele. Quais são as causas desta obstrução?

– Hormônios: especialmente na adolescência, a produção de hormônios está mais elevada, fazendo com que as glândulas sebáceas trabalhem mais. Porém, a acne pode acontecer em qualquer idade.

– Além da quantidade de sebo que se acumula nos poros, também podemos destacar as células mortas. As duas situações tornam propício o surgimento de bactérias na pele.

Com o acúmulo de sebo e células mortas, a pele não consegue respirar adequadamente. Tendo presença de bactérias, acontece a inflamação conhecida como acne.

Como qualquer outro quadro inflamatório, normalmente há inchaço e secreção de pus (espinha) na região onde está o folículo piloso.

Quando este folículo de pelo, que está no poro, se fecha e escurece, temos uma situação conhecida como cravo.

Portanto, a acne é a obstrução dos poros da pele. Se houver inflamação, temos espinhas. Se o folículo se fechar, há cravos.

Fatores que podem aumentar o surgimento de acne

fatores acne

A obstrução dos poros da pele pode ser favorecida por alguns fatores:

– hormonais: quando há maior produção de hormônios, as glândulas sebáceas trabalham mais;

– medicamentosos: (corticoides, hormônios ou remédios que contêm lítio);

– alimentícios: ingestão excessiva de derivados de leite e carboidratos.

Falando em alimentos, derrubaremos alguns mitos agora:

– chocolate ou alimentos gordurosos possuem pouco ou nenhum efeito sobre o surgimento da acne;

– a obstrução da pele não está associada à sujeira. Esfregar a pele excessivamente pode inclusive piorar a inflamação. Para remover as células mortas, uma limpeza de pele comum é eficaz para o tratamento de acne.

Fatores de risco para acne

Como a maioria das situações de acne é derivada de problemas hormonais, algumas situações colocam as pessoas em maior chance de desenvolver acne:

– adolescentes;

– no período de TPM, ou seja, sete dias de antecedência ao período menstrual;

– gestantes;

– quem faz uso dos medicamentos citados acima.

Porém, não é só o fator hormonal que provoca a obstrução dos poros pelo excesso de produção de sebo. O fator de risco também inclui:

– pessoas sob influência de estresse;

– quem coloca constantemente as mãos no rosto;

– casos onde há liberação excessiva de suor;

– cortes de cabelo onde os fios ficam em contato constante com a pele;

– frequente contato com óleos ou produtos químicos;

– uso de esteroides anabolizantes.

Quais são os sintomas da acne?

Quando há uma inflamação nos pelos que se situam nos poros, aparecem cravos e espinhas em diversas regiões do corpo. Esta situação pode desenvolver-se por dias, meses, anos, até por toda a vida.

Nos casos mais graves, a acne pode gerar nódulos ou cistos na pele. São lesões grandes e profundas, que podem deixar cicatrizes e normalmente provocam dor.

Um sintoma que pode acontecer quando a acne se desenvolve mais gravemente é a depressão, pois as inflamações afetam a autoestima da pessoa. Quando for o caso, além do tratamento de acne, também deve ser tratada a depressão.

Tratamento médico

Normalmente a acne não é uma situação grave, portanto a ajuda médica pode não ser necessária na maioria dos casos. Porém, algumas pessoas procuram um dermatologista para evitar que as lesões de maior gravidade deixem marcas em sua pele, além de visarem à diminuição das inflamações.

A procura por um médico se faz bastante necessária quando a acne afeta as relações sociais do indivíduo e a sua autoestima. Antes da consulta médica, o paciente pode anotar informações que com certeza serão relevantes ao tratamento de acne:

– liste outras doenças que você teve nos últimos meses, bem como os medicamentos receitados, incluindo também o uso de anticoncepcionais, vitaminas e suplementos;

– informe se houve mudanças significativas em sua vida nos últimos tempos.

Diagnóstico da acne

Não são feitos exames complementares para diagnosticar acne. O dermatologista fará uma análise da pele e também perguntará algumas questões ao paciente. De posse destas informações, ele pode:

– informar a melhor forma para o tratamento de acne;

– solicitar exames adicionais, caso suspeite que a acne seja derivada de uma doença.

O tratamento da acne

O tratamento visa diminuir a produção de sebo pelas glândulas sebáceas, acelerar a renovação das células, combater a infecção causada pelas bactérias e reduzir a inflamação. Sem sebo excessivo e células mortas, as bactérias não se instalam nos poros e eles podem respirar livremente.

Porém, em alguns casos a acne piora com o início do tratamento, para melhorar em seguida.

Normalmente são receitados medicamentos orais ou tópicos (aplicados na pele). Porém, os remédios orais são contraindicados para gestantes. Se forem tópicos, geralmente são cremes ou antibióticos.

Quando há cicatriz, ela também precisa ser tratada. Para este caso, o dermatologista poderá prescrever diversos tratamentos de pele, específicos para cada paciente.

Caso não seja tratada, a acne pode provocar feridas na pele, além de aumentar a chance de ter cicatrizes.

Existem alguns medicamentos de venda livre para o tratamento de acne. Porém, mesmo estes produtos devem ser prescritos pelo médico, que informará o modo correto de uso.

Cuidados / prevenção da acne

Para auxiliar no tratamento ou prever novos casos, podem ser tomadas algumas atitudes simples:

– lave suavemente a pele uma ou duas vezes ao dia;

– não toque a pele com as mãos sujas;

– mantenha seu cabelo longe do rosto;

– use sabonetes ou loções específicas para reduzir o excesso de oleosidade da pele;

– quando sair ao sol, use filtro solar com FPS ideal para sua pele;

– ao suar, tome um banho assim que possível;

– lave seus cabelos assim que perceber excesso de oleosidade;

– evite usar gel, mousse, creme sem enxágue ou pomada de cabelo;

– não toque seu rosto com frequência;

– vista roupas leves, feitas com tecidos naturais como o algodão;

– não se exponha a óleos ou produtos químicos frequentemente;

– jamais esprema suas espinhas, pois isto agrava a inflamação.

– beba muita água, ela hidratará sua pele e eliminará as toxinas que poderão obstruir os poros;

– consuma alimentos ricos em vitamina A, que diminuem a produção excessiva de sebo. Fontes: salmão, cenoura, brócolis e espinafre;

– aposte nos alimentos ricos em zinco, pois eles possuem propriedades anti-inflamatórias e acalmam a pele irritada. Exemplos: castanha brasileira, ostra e gérmen de trigo;

– as vitaminas E e C também são importantes para o tratamento de acne. Elas são anti-inflamatórias, atuam na formação de colágeno e regulam a ação hormonal. Estão presentes em: frutas cítricas, mamão, acerola, batata-doce, azeite de oliva, abacate e folhas verdes, entre outros;

– alimentos ricos em selênio, como ovos, peixes, castanhas e gérmen de trigo atuam na melhora do aspecto da pele e os resultados podem ser vistos após doze semanas;

– modere o consumo de açúcar e carboidratos simples, evitando gorduras saturadas.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.