Preenchimento de olheiras – Entenda como tratamento ameniza o problema

Para quem sofre com olheiras existe um método para tratamento. O preenchimento de olheiras com ácido hialurônico ajuda a amenizar o aspecto da área.

Hoje as olheiras são comuns e são queixas frequentes nos consultórios dermatológicos. O problema pode ser ocasional e ser consequência da falta de sono, bebidas alcoólicas entre outros.

No geral elas se caracterizam pela cor escura ao redor dos olhos, e são causadas por:

Excesso do pigmento melanina nas pálpebras

Pode se manifestar clinicamente e ter cor amarronzada.

É comum nas raças mediterrâneas e existe fator hereditário.

Aumento dos vasos sanguíneos na área

Quando os vasos se dilatam pode causar telangiectasias, e a cor ficar avermelhada. No geral, pode ser vista na região mais interna da pálpebra inferior, onde as veias estão aumentadas, além da pele azulada.

Afundamento do sulco nasojugal

Esta região fica entre a pálpebra inferior e a bochecha. Desta forma, pode causar sombras na área e aumentar o aspecto das olheiras.

Além disso, pode ser que o sulco fique fundo devido à projeção das bolsas de gordura.

 

 


olheiras tratamento

 

 

Tratamentos de olheiras

Para clarear a área o ideal é apostar nos lasers. Com o processo é possível atingir vasos sanguíneos e pigmentos. Exemplo: à melanina sem que a pele seja danificada.

Conforme especialistas o ideal é fazer sessões anuais para manter a tonalidade uniforme, além disso, para nivelar a área, o ácido hialurônico é o mais indicado.

 

 

Tipos de tratamentos

Luz intensa pulsada e laser nd: YAG

A luz intensa pulsada é para quando existe uma má circulação do sangue. O meio alcança os vasos dilatados e fecha e destrói a hemossiderina. Este pigmento é causado pelo ferro do sangue em excesso.

Já o laser nd: Yag, chamado também de Genesis, atua na congestão vascular. Na aplicação ele permite normalizar a circulação do sangue.

Sessões

É preciso fazer três por ano (no máximo uma por mês, com intervalos regulares). Nos casos crônicos é preciso fazer até sete aplicações. Com a aplicação é possível ter uma região de 80% a 90% mais clara.

 

 

Spectra

Quando existe excesso de melanina, a Spectra, é bastante eficiente contra a melasma. O processo é aprovador pelo FDA (regula o uso de medicamentos). Na aplicação atinge a melanina e quebra os fragmentos que são eliminados aos poucos.

A diferença é que o local fica menos aquecido que outros lasers, evitando o efeito rebote. Apesar de não ser dolorido ele pode causar um leve desconforto.

No geral é indicado cinco sessões (intervalo de duas a três semanas entre elas) e o resultado é de 70% a 90% mais clara.

 

 

Preenchimento de olheiras com ácido hialurônico

Para conseguir nivelar a área mais funda o uso do ácido hialurônico é indicado. Através da anestesia local é injetada uma quantidade de ácido hialurônico no sulco lacrimal. A substância ocupa a região mais funda e diminui o desnível existente entre as olheiras e as maçãs do rosto.

Na aplicação é possível uniformizar a textura e combater a sombra provocada pelos vasos sanguíneos. No geral é possível aparecer hematomas que somem em três ou quatro dias.

Para as sessões de um ano, o ácido hialurônico é absorvido pelo organismo com isto é preciso refazer o procedimento depois de 12 meses. Como resultado é possível uniformizar a região entre 80% e 90%.

 

olheiras tratamento

 

No dia a dia

O tratamento pode ser positivo, mas é preciso ter um cuidado no dia a dia. A ideia é estar atento ao excesso de sol, stress e o consumo de álcool, pois pode favorecer as olheiras.

No dia a dia procure hidratar e nutrir essa área, portanto, de manhã e a noite é preciso usar um creme específico para a região.

Para casos crônicos, deve-se aliar os tratamentos feitos no consultório e fazer aplicação de cremes. Diante disso, a escolha e a concentração depende da necessidade de cada paciente.

No geral assim como todo tipo de tratamento o indicado é procurar um dermatologista experiente.

Além disso, o dermatologista pode indicar outros tratamentos como uso de corretivos, cremes despigmentantes, lasers, luz intensa pulsada (LIP), entre outros.

 

 

 

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.